Vera Ferlini

Vera Lúcia Amaral Ferlini é Professora Titular de História Ibérica do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo e Doutora em História Económica pela mesma universidade (1986). É Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em História Económica daquele Departamento, Presidente da Comissão Gestora da Cátedra Jaime Cortesão e Directora do Monumento Nacional Ruínas Engenho São Jorge dos Erasmos – órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária/USP.

Tem como áreas actuais de pesquisa a História Ibérica e História do Brasil Colônia, estudando temáticas relacionadas com açúcar, escravismo, imigração, estrutura agrária e núcleos coloniais. Entre outros títulos, é autora de A civilizaçâo do Açúcar, séculos XVI a XVIII (Sao Paulo: Brasiliense, 1984); Modos de Governar. Idéias e práticas políticas do império português (São Paulo: Alameda Editorial, 2005), em organização conjunta com Maria Fernanda Bicalho; História Econômica. Agricultura, indústria e populações (São Paulo: Alameda Editorial, 2006), com Esmeralda Bolsonaro.

Vera Lúcia Amaral Ferlini is Professor of Iberian History at University of São Paulo (FFLCH/USP) and has a PhD in Economic History at the same university (1986). She is the Chair of the Economic History Graduation Programme, the responsible for the Jaime Cortesão Professorship, and Director of the National Monument Ruínas Engenho São Jorge dos Erasmos (University of São Paulo). The Iberian History and the History of Colonial Brazil are her main fields of research, focusing on topics such as sugar, slavery, immigration, agrarian structures and colonial settlements.

Among other books, Vera Ferlini is the author of A civilizaçâo do Açúcar, séculos XVI a XVIII (Sao Paulo: Brasiliense, 1984); Modos de Governar. Idéias e práticas políticas do império português (São Paulo: Alameda Editorial, 2005), with Maria Fernanda Bicalho); História Econômica. Agricultura, indústria e populações (São Paulo: Alameda Editorial, 2006), with Esmeralda Bolsonaro.